1/3
Implantação de Novos Hospitais
Badermann%20GRAFISMO_edited.png

Planejamento e Arquitetura em Saúde

Processos, Programa e Projeto

O desafio de projetar um hospital, edifício complexo que abriga uma variedade de funções e pode ser considerado o espaço mais dinâmico da sociedade contemporânea, se amplifica na medida em que este hospital abriga também a dimensão educacional, convertendo-se em hospital escola.

 

O case do Hospital Escola da Universidade Federal de Lavras ilustra a complexidade inerente, para promover saúde e educação também por meio das estratégias projetuais e soluções arquitetônicas adotadas.

O projeto arquitetônico do Hospital Escola corresponde a um Hospital Geral de Alta Complexidade de Ensino cujo programa e zoneamento foi proposto no seu Plano Diretor. Desenvolve-se apresentando uma setorização sistêmica com os serviços assistenciais para pacientes ambulatoriais locados em áreas que possibilitam seus acessos facilmente. Para o Hospital estão previstos 148 leitos, sendo 50 leitos de UTI, somando uma área de 28.800,00m².

O principal desafio foi contemplar a alta complexidade com o perfeito gerenciamento do fluxo, segurança, higiene, operação e assistência, a fim de desenvolver um partido arquitetônico em que as diversas unidades, os fluxos intersetoriais e intrassetoriais fossem adequadamente posicionados,  em que os pacientes pudessem usufruir da paisagem do entorno e, além disso, que correspondesse a conceitos de eficiência energética.

O resultado se alinha aos conceitos mais contemporâneos em saúde, considerando que todas as estratégias arquitetônicas visam contribuir, efetivamente, na melhoria dos pacientes, no aumento da produtividade dos funcionários e na qualificação dos estudantes, criando espaços terapêuticos, desenhados para as pessoas, tecnicamente adequados para promover não apenas a cura, mas a saúde em um sentido amplo.

Este projeto foi publicado na edição de 2019 da IFHE Digest.